Algarve volta a ser a região do país com maior concentração de restaurantes no Guia Michelin

22/11/2018

O Algarve mantém os seus oito restaurantes com estrelas Michelin em 2019. O anúncio da edição do próximo ano do reputado guia gastronómico foi feito esta quarta-feira, 21 de Novembro, numa gala realizada no Pavilhão Carlos Lopes, em Lisboa. 

A região continua a ter dois restaurantes com duas estrelas Michelin: o Ocean, do chef Hans Neuner, no Vila Vita, localizado em Alporchinhos (Lagoa), e o Vila Joya, em Albufeira, do chef Dieter Koschina.

Quanto aos restaurantes com uma estrela neste guia gastronómico são, no total, seis no Algarve: o Bon Bon (Carvoeiro, chef Louis Anjos), o Henrique Leis (Almancil, chef Henrique Leis), São Gabriel (Almancil, chef Leonel Pereira) e Willie’s (Vilamoura, chef Willie Wurguer).

A estes juntam-se, ainda, o Vista, no Hotel Bela Vista (Praia da Rocha, Portimão), do chef João Oliveira, e o Gusto, em Almancil, a cargo de Heinz Beck.

Com estes resultados, o Algarve volta a ser a região do país com maior concentração de restaurantes no Guia Michelin.

No panorama nacional, o destaque da edição de 2019 do Guia Michelin vai para o Belcanto, de José Avillez, que conquistou a segunda estrela.

No total, houve três novos restaurantes a arrecadar uma estrela: o Midori, de Sintra, de cozinha luso-nipónica, mas também o G Pousada, em Bragança, dos irmãos Gonçalves, e A Cozinha, em Guimarães, do chef António Loureiro.

Nesta edição de 2019, nenhum dos restaurantes que tinha conseguido uma estrela Michelin em 2018 perdeu a distinção.

Fonte: Sul Informação